Articulações para o crescimento sustentável das empresas de TI do Sul

Em um ano marcado por incertezas políticas e por uma economia ainda fortemente afetada pela recessão, a SOFTSUL deu grande ênfase a ações relacionadas à captação de recursos e financiamentos. Nesse sentido, reforçou tratativas com o BRDE na busca por novos convênios. Também, trouxe o Superintendente Executivo do Banrisul para uma conversa direta com as filiadas, detalhando as linhas de financiamentos e serviços para empresas de TIC. O grande destaque do ano ficou por conta da edição especial do evento Panorama SOFTSUL que reuniu os executivos da FINEP: Márcio Girão, diretor de inovação, e André Nunes, superintendente da ADET. Eles esclareceram diversos pontos do edital FINEP Startups e dos programas FINEP Conecta e Aquisição Inovadora em Empresas de Telecomunicações, além de outros instrumentos de crédito reembolsáveis.
As ações relativas ao tema financiamento aconteceram o ano todo. No mês de abril, a SOFTSUL promoveu palestra sobre novas formas de captação de recursos para empresas de TI via Private Equity. Em julho, organizou palestra sobre o Fundo Criatec 3 e em setembro, tratou da importância da contabilidade na captação de recursos em instituições financeiras.

No âmbito do apoio consultivo e operacional, destacaram-se diversos momentos de atualizações, treinamentos e capacitações. Durante 2017, a SOFTSUL levou para o público de TI palestras sobre atendimento e suporte a clientes, marketing digital, fusões e aquisições, linhas gerais do novo Refis e informações sobre a classificação de software e as incidências tributárias. Outro assunto que esteve em pauta foi a computação em nuvem. Ela mereceu destaque no evento Conexão SOFTSUL, ressaltando as vantagens competitivas que traz para as companhias.

A SOFTSUL também articulou diversas capacitações com a iniciativa privada, gerando benefícios para as empresas de TI do RS. Em parceria com a Selcon, desenvolveu workshops sobre Negociação Eficiente, Liderança Mindset e Atenção Plena; com a associada Plugar, firmou parceria para que as demais filiadas pudessem utilizar o Monitorgov, solução que monitora e analisa informações de Portais de Compras e Portais de Transparência; com o Gartner, celebrou um acordo inédito, obtendo a prática da tabela de multiusuários para as filiadas, com descontos e parcelamento trimestral. Outros benefícios comemorados pelas empresas de TI do Sul foram o lançamento do Softcloud em parceria com a filiada Datacentrics, que se trata de um ambiente cloud computing privado para o filiado e, também, o espaço de coworking da SOFTSUL.

Na esfera científica, a SOFTSUL aprimorou o MGPDI (Modelo de Gestão Pesquisa e Desenvolvimento de Inovação) e o divulgou nacional e internacionalmente. O que também proporcionou mais conexões nacionais e internacionais foi o comprometimento com a Associação Brasileira de Fomento à Inovação em Plataformas Tecnológicas (BRAFIP). A SOFTSUL assumiu a vice-presidência e a secretaria executiva desta nova entidade, envolvendo-se fortemente no lançamento da 1ª Chamada de Ideias para PD&I em Cooperação e na primeira edição brasileira do International Cooperation Day (IncoDay).

Localmente, a SOFTSUL teve uma agenda intensa com os órgãos municipais e estudais, sempre buscando parcerias na execução de ações de fomento à TI. Destaque para a participação na Frente Parlamentar de Tecnologia e Inovação, na Câmara Municipal de Porto Alegre, no Conselho Municipal de Ciência e Tecnologia (COMCET) e no Conselho das Entidades de Tecnologia da Informação do RS (CETI). No campo social, a SOFTSUL cumpriu com seu papel, com ações de apoio à comunidade carente do Morro da Cruz, com a arrecadação de alimentos, roupas e brinquedos. Também contribuiu com o projeto Morro da Cruz Digital, com móveis e equipamentos de informática para dar suporte à formação de jovens.